quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Epistasia - Tremere

Eis a 1a Tremere a ser abraçada pelo método convencional, e a vampira da Máscara mais parecida com os vampiros do Réquiem.


Epistasia, Caçadora Usurpadora

Antecedentes: As pesquisas mágicas de Epistasia a deixaram apenas com vagas memórias de sua vida prévia, um fato que não a preocupa. Em algumas ocasiões imagens peculiares aparecem em seus sonhos, que podem ter origem em suas memórias esquecidas. Talvez tenha sido a filha de um senador nos últimos dias do império romano. Ou talvez um oráculo que atendia num templo antigo. Não importa. Ela sabe que tem sido uma maga Tremere por muito tempo, e isso é tudo que importa para ela.
     Desde que consegue se lembrar, tem estado obcecada com a idéia de que almas fracas podem ser temporariamente deslocadas de seus corpos, podendo ser operado a distância pela mente superior de um mago. Ela acredita ter se acostumado a escolher apenas criminosos como cobaias para seus experimentos. Infelizmente, rebeldes e foras da lei tendem a manifestar uma vontade forte e independente, o que torna suas almas difíceis de deslocar. Por volta de 2 séculos atrás ela decidiu que o preço do conhecimento exigia que ela usasse os camponeses de baixa força de vontade e outros inocentes de pouco valor para deus ou para os homens. Ocultando suas maquinações do mestre de sua capela, ela pagou alguns arruaceiros para seqüestrarem vítimas a serem usadas em seus experimentos. Ela manteve este hábito após se mudar para a capela de Etrius em Viena na metade do século 10. Suas anotações a informam de que Etrius descobriu suas atividades em 990. Ele a baniu de sua capela; Epistasia foi para Ceoris em busca da proteção de Goratrix. Goratrix a envolveu na guerra contra os magi da Casa Diedne, recompensando seus sucessos com camponeses para que pudesse usar em seus experimentos. Ela direcionou suas pesquisas sobre migração da alma de modo a poder contrabalancear o declínio na eficiência da magia dos Tremere. 
Em 1101, ela acusou o aprendiz de Paul Cordwood,Vincius, de colocar mau olhado sobre ela, arruinando a demonstração que apresentava diante da reunião de magos de Ceoris. Logo depois ele foi encontrado estrangulado em sua cama. Embora suspeita do assassinado, nenhuma prova foi trazida contra ela. Goratrix frustrou novas tentativas de investigação, exigindo que ela abandonasse suas pesquisas para que pudesse ajudar nas dele próprio. Ele fez com que ela o ajudasse em projetar sua consciência no plano astral. Foi durante estes experimentos que ela contatou as duas entidades que ensinaram a Goratrix as partes fundamentais do ritual de transformação – ou assim ela alega.
Epistasia não desfrutava de posição alta o bastante para ter garantido sua participação na cerimônia de transformação. Mas, imediatamente depois, ela se tornou a primeira fora do Círculo Interno a ser abraçada quando Goratrix a transformou sem a permissão de Tremere. Uma vez que ela sabia a respeito do ritual, sua única outra escolha seria matá-la, mas ela havia se mostrado muito útil para isso. Epistasia não se recorda de ter objetado a respeito de sua nova condição.
Por muitos anos, os cainitas de Ceoris se fartaram indiscriminadamente. Mas logo perceberam o motivo pelo qual existem tão poucos vampiros no mundo; as vítimas se tornam escassas quando caçadas abertamente. Em seguida os Tzimisce chegaram batendo nos portões de Ceoris. Epistasia se voluntariou para se tornar a Senhora da Caçada, organizando grupos de ataque para capturar grande número de vítimas num único ataque. Elas seriam então trazidas a Ceoris e mantidas em correntes, para que fornecessem sangue pelo resto de suas vidas.
Tendo de tornado Senhora da Caçada, Epistasia deu continuidade a suas buscas sobre migração da alma. Se no decorrer das caçadas, ela encontrasse vampiros que considerasse úteis para Ceoris – ou para que fornecessem novas perspectivas sobre o funcionamento da alma – ela os trazia para a capela, mesmo que fosse de forma obrigatória.
Imagem: Epistasia é uma mulher baixa, desajeitada, com uma face pálida e sem expressão. Seu nariz é fino e reto, seu olhos são ligeiramente afastados, sua boca é murcha e indefinida. Seus longos cabelos amarelo esbranquiçados descem de sua cabeça em mechas despenteadas. Ela usa vestidos largos e sem forma de tecido marrom claro. Suas características permanecem plácidas e tranquilas mesmo quando comete terríveis crueldades.
Dicas de Interpretação: A única coisa importante para você é a sua pesquisa. Qualquer coisa feita para desenvolvê-la é justificável. Tornar-se uma vampira a manteve viva para continuá-la, e pode dar importantes perspectivas na natureza física da alma. Você assume os deveres de caçadora porque são necessários. Eles a mantêm alimentada, e impedem a outros magos, que são dos tipos invejosos e intrometidos, de atrapalhar os seus trabalhos. As vidas das pessoas que você captura raramente são dignas de preocupação. Você não deve formar laços com seus colegas; lealdade é um caminho que requer alianças. Mantenha os outros a distância, e sempre cuide do poder de sua posição.
Segredos: embora Epistasia admita ter uma memória falha, esconde de seus colegas a verdadeira extensão de sua amnésia. Outro fato que ela esconde é que foi inicialmente contatada pela entidade “Estrelas Além” em 1007, cinco anos antes dos experimentos que culminaram na transformação. A entidade entrou em contato quando Epistasia tentava remover e aprisionar a alma de um indivíduo capturado, oferecendo conhecimento em troca de seu silêncio. A entidade forneceu novas perspectivas para pesquisa, algumas das quais com relação direta com os vampiros antigos que Tremere e Etrius estavam caçando na época.
Influência: Mesmo com a saída de seu patrono, Goratrix, Epistasia mantém uma posição inatacável na capela. Os cainitas de Ceoris podem desfrutar dos benefícios de sua nova existência, mas não gostam de considerar seus custos. Eles são gratos que Epistasia os alivie da vergonha, do perigo e da perturbação envolvida na caça a seres humanos. Epistasia alega desinteresse nos assuntos maiores da casa, professando neutralidade em relação a disputa entre os conservadores e conspiradores. Na verdade ela frequentemente faz favores em oculto para ambos os lados, de modo a proteger sua posição. Nisto, ela emula o modo como Tremere joga uma facção contra a outra.
Destino: Epistasia desaparece em 1282, e presume-se que foi derrubada por magos mortais, que na época estavam em guerra contra os Tremere. A verdade é que Epistasia sucumbiu completamente aos efeitos de sua amnésia, e esqueceu completamente sua existência como membro da Casa. Ela vagueia de cidade em cidade, permanecendo periodicamente em alguns lugares por curtos períodos, adotando diversos papéis que a permitam uma existência e alimentação noturna sem ser detectada. Em 1932 ela se torna proprietária de uma empoeirada loja de conveniências em Baltimore, Maryland. Ela administra sua loja até os dias de hoje, capturando os desabrigados ocasionais e os ladrões para se alimentar. Ocasionalmente, imagens curiosas de um terrível castelo na montanha aparecem em seus sonhos.

Clã: Tremere
Senhor: Goratrix
Natureza: Fanática
Comportamento: Inovadora
Geração:
Abraço: 1022
Idade aparente: 60 e poucos
Físicos: Força 3, Destreza 4, Vigor 3
Sociais: Carisma 2, Manipulação 2, Aparência 1
Mentais: Percepção 3, Inteligência 4, Raciocínio 2
Talentos: Prontidão 4, Atletismo 3, Briga 3, Esquiva 3, Intimidação 4, Liderança 3, Subterfúgio 2
Habilidades: Empatia com animais 1 , Arqueirismo 2, Herbalismo 1, Armas Brancas 4, Cavalgar 2, Furtividade 3 , Sobrevivência 2
Conhecimentos: Acadêmicos 3, Linguística 2 (grego, aramaico), Medicina 2, Ocultismo 5, Política 2, Ciência 2, Senescalismo 1
Disciplinas: Auspícios 4, Dominação 4, Taumaturgia 6
Trilhas taumatúrgicas: Creo Ignem 3, Perdo Magica 2, Capturar o medo da alma 2, Rego Elementum 2, Rego Mortus 2, Rego tempestas 3, Rego Vitae 5, Caminho da Passagem 4
Antecedentes: Status 3 (entre os Tremere)
Virtudes: Convicção 4, Instintos 2, Coragem 3
Caminho do demônio: 6

Força de Vontade: 7

By Acodesh
Traduzido do House Tremere págs 83 e 84

Nenhum comentário:

Postar um comentário