terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dica de leitura para Dark Ages


    


     Dois dias atrás um certo livro chegou em minhas mãos totalmente ao acaso e mesmo com IMENSA  falta de tempo não consegui resistír, acabei por lê-lo tão rápido quanto me foi possível. Quando comecei a lê-lo fiquei ao mesmo tempo alegre e triste. Triste pela razão da imensa falta que tal livro me fez por muitos anos, mas feliz porque se o tivesse adquirido antes, certamente não teria traduzido o Livro de Segredos do Narrador, de Dark Ages.
     Eu explico: você que é narrador de Dark Ages certamente já se perguntou muitas coisas que a quase totalidade dos livros Dark Ages não respondem, tal como tempos de viagens nos tempos antigos (cavalo, barco etc), vestimentas das diferentes regiões e classes sociais, números populacionais das principais cidades, taxas de crescimento demográfico, detalhes de como são realizadas as cerimônias, tipos de alimentos consumidos tanto pelo rei como pelo camponês, características do cotidiano medieval, entre senhores e vassalos, surgimento e avanços da moda, como se davam as construções dos castelos (com explicações a respeito de cada característica do castelo) bem como a maneira que estes eram decorados, comportamentos aristocráticos, significado das cores segundo a ótica medieval, serviço militar feudal, equipamentos de batalha e como os mesmos são construídos e utilizados, critérios de beleza e tantas outras informações de importância extrema a todos que curtem o cenário Dark Ages e gostam de montar crônicas ambientadas no período medieval. E sim, este foi o principal motivo que me levou a traduzir o Livro de Segredos do Narrador - é um dos poucos livros que realmente ambienta o narrador em diversos detalhes necessários a elaboração de jogos medievais..
     Vale ressaltar que todo conteúdo do livro que estou descrevendo se foca numa ótica onde predominam os aspectos cotidianos compreendidos a partir da ascendência de Henrique II Plantageneta (1154) até a morte de Filipe Augusto (1223). Não se trata de um livro com intermináveis listas oficiais e citações encontradas em documentos históricos, que interessariam apenas a historiadores e tornariam a leitura monótona. Estes documentos são citados no final do livro apenas como referência a quem quiser verificar a veracidade das informações.

     Se você narra Dark Ages este livro tornará suas histórias muito mais ricas nos detalhes cotidianos tão negligenciados pelos livros comuns de História.

O nome do livro é: A vida cotidiana - No Tempo dos Cavaleiros da Távola Redonda, de Michel Pastoureau.

Boa leitura e bons jogos!

Acodesh

3 comentários:

Anônimo disse...

Agradeço a indicação amigo. Tambem gostaria de aproveitar a oportunidade para perguntar se vcs sabem algo sobre a tradução do livro Dark Ages Vampire ( a edição mais recente ) esse livro traduzido seria um tesouro.

Moacyr Costa Jr disse...

Ahh, com certeza esse vai para minha lista de leitura obrigatória, rs!
Obrigado pela indicação Acodesh!

Anônimo disse...

Obrigado pela indicação, Acodesh! Vou procurar saber mais.

Postar um comentário