terça-feira, 6 de novembro de 2012

Defeito Ventrue






Defeito Ventrue

     Todos os vampiros sabem a respeito das restrições alimentares dos Ventrue. Muitos a consideram uma constante fonte para zombarias. “Você já ouviu a respeito do Ventrue  Abraham? Ele só pode se alimentar de suas primas de terceiro grau que estejam dentro de um Lincoln estacionado em cima de uma via ferroviária – e todos os seus parentes morreram durante a Revolução Francesa”. Os Ventrue, entretanto, tem orgulho de sua exclusividade.
     Muitos gostam de apontar estes limites como um símbolo dos gostos refinados do clan. Qualquer vampiro pode drenar os vagabundos no cais. Os Ventrue consideram estar procurando alguém digno para que lhes doe sangue. OUtros ventrue acreditam que seus hábitos alimentares se desenvolveram como um mecanismo de segurança. Pelo fato dos ventrue observarem atentamente seus rebanhos, têm a certeza de que o sangue está livre de máculas por doenças, magia ou pelo sangue de terceiros. Nenhum ventrue admitirá que estas restrições são uma maldição ou obstáculo.
     Alguns observadores astutos acreditam que a restrição se origina profundamente na psique Ventrue. Estes psicólogos amadores percebem as paixões VEntrue por controle e pelo martírio. Eles vêem os hábitos alimentares Ventrue como uma manifestação externa de seus conflitos e como um símbolo de sua luxúria reprimida. Ao focar sua alimentação em grupos específicos, o Ventrue não apenas tem a satisfação de se sentir como se estivesse abnegadamente de privando de algo, como pode focar suas obsessões num grupo determinado.
     Qualquer que seja o caso, há pouca dúvida de que os efeitos sejam psicológicos, embora datem desde as primeiras noites do clan. Independentemente da situação, vampiros Ventrue não beberão a vitae de mortais que não sejam do seu tipo escolhido. Na verdade eles irão reflexivamente recusar engolir tal sangue caso este os seja forçado. Ventrues podem beber de qualquer  vampiro, e também podem superar suas restrições para sugar o sangue de um mortal digno do abraço. Adicionalmente, a fraqueza de um ventrue específico pode mudar com o passar do tempo, embora os narradores só devam permitir isso como resultado de mudanças extremas na personalidade do personagem, tal como uma humanidade maior ou menor, ou uma mudança drástica em sua Natureza.

By Acodesh

Clanbook Ventrue 1a ed pág 16

4 comentários:

Wellington Oliveira disse...

Eu só permito mudança devido a Torpor por escasseamento da Presa, ao ponto dela não mais existir ou ser raro o bastante para que se pensa que ela não existe mais (considero também que com poucas exceções de presas realmente complicadas, toda presa se esgota com o tempo).

WSouBar disse...

Gosto refinado de um clan de estrategistas.

New Vampiro Brasil disse...

no livro dark tyrants é mostrado um ventrue q só pode se alimentar de seus estudantes. Estes estudantes sao todos mortos e o ventrue diz q só lhe resta o torpor. Uma história legal :)

Wellington Oliveira disse...

Essa é a ideia Acoda.

Postar um comentário